MPPA fiscaliza exclusão de farmacêuticos da vacinação contra Covid-19 — CRF-PA
Acesse os serviços online em qulaquer lugar
Conselho regional de farmácia do Estado do Pará
23617
post-template-default,single,single-post,postid-23617,single-format-standard,qode-quick-links-1.0,ajax_fade,page_not_loaded,,qode_grid_1300,footer_responsive_adv,hide_top_bar_on_mobile_header,qode-child-theme-ver-1.0.0,qode-theme-ver-11.2,qode-theme-bridge,bridge-child,wpb-js-composer js-comp-ver-5.2.1,vc_responsive
 

MPPA fiscaliza exclusão de farmacêuticos da vacinação contra Covid-19

MPPA fiscaliza exclusão de farmacêuticos da vacinação contra Covid-19

Medida foi tomada a partir de pleito do Conselho Federal de Farmácia, que relatou a dificuldade de acesso da categoria às vacinas

 

O Conselho Federal de Farmácia (CFF) pediu e o Ministério Público do Estado do Pará atendeu! Por determinação do procurador-geral de Justiça, César Nader Bechara Mattar Junior, e em resposta ao Oficio n.º 00328/2021-CGP/CFF, os órgãos responsáveis pela execução do Plano Nacional de Operacionalização da Vacinação contra a Covid-19, do Ministério da Saúde, estão sendo devidamente fiscalizados pela promotoria. O objetivo da fiscalização, que está sob a supervisão e o auxílio do Centro de Apoio Operacional da Cidadania, é observância da ordem de vacinação dos grupos prioritários, medida que visa sanar as dificuldades de acesso dos farmacêuticos às vacinas. Recomendação n.º 006/2021-MP/CGMP, da Corregedoria-Geral do MPPA orienta os Promotores de Justiça sobre a fiscalização.

Veja o ofício AQUI

“Esse é o resultado de mais uma ação do CFF pela imunização de todos os farmacêuticos do nosso estado. Nós demonstramos ao procurador-geral de Justiça que os farmacêuticos estão contemplados no Plano Nacional, e que ofício do Ministério da Saúde às coordenações estaduais de Imunizações não deixa dúvidas de que o documento contempla profissionais atuantes nas farmácias, drogarias e nos laboratórios de análises clínicas”, comenta o presidente do CFF e conselheiro federal de Farmácia pelo estado do Pará, Walter da Silva Jorge João. “Agradecemos pela sensibilidade demonstrada e estamos confiantes no trabalho dos promotores de Justiça para que em breve todos os farmacêuticos do Pará estejam imunizados.”

 

 

 

Nenhum comentário

Deixe um comentário