CRF-PA | UFPA implanta Programa de Pós-Graduação em Inovação Farmacêutica
Acesse os serviços online em qulaquer lugar
Conselho regional de farmácia do Estado do Pará
7301
post-template-default,single,single-post,postid-7301,single-format-standard,qode-quick-links-1.0,ajax_fade,page_not_loaded,,qode_grid_1300,footer_responsive_adv,hide_top_bar_on_mobile_header,qode-child-theme-ver-1.0.0,qode-theme-ver-11.2,qode-theme-bridge,bridge-child,wpb-js-composer js-comp-ver-6.10.0,vc_responsive
 

UFPA implanta Programa de Pós-Graduação em Inovação Farmacêutica

UFPA implanta Programa de Pós-Graduação em Inovação Farmacêutica

A Universidade Federal do Pará (UFPA) está implantando o primeiro doutorado de Farmácia da Região Amazônica: O Programa de Pós-Graduação em Inovação Farmacêutica (PPGIF). Este é um programa em rede, que envolve uma associação ampla entre a Universidade Federal do Amazonas (UFAM), a Universidade Federal do Amapá (UNIFAP), a Universidade Federal de Goiás (UFG) e a UFPA.

O Programa de Pós-Graduação é destinado a Farmacêuticos e profissionais de áreas afins, que sejam portadores do título de mestre. Ele objetiva formar recursos humanos para docência e pesquisa nas áreas de inovação, desenvolvimento de insumos e produtos farmacêuticos, com ênfase na biodiversidade e nas necessidades das Regiões Centro-Oeste e Norte; contribuir para o desenvolvimento e a inovação da área das Ciências Farmacêuticas nas Regiões Norte e Centro-Oeste, incentivando uma maior interação com o setor produtivo industrial local; e consolidar grupos de pesquisa direcionados para a inovação, o desenvolvimento, o controle de qualidade e a eficácia de insumos e produtos farmacêuticos.

A rede – A oferta do Programa em rede foi uma ideia articulada pelo professor doutor José Otávio Carréra, coordenador do Programa na UFPA, e pelos coordenadores dos Programas de Pós-Graduação de cada instituição parceira. “A modalidade foi proposta por docentes e pesquisadores, que atuam na área das ciências farmacêuticas, comprometidos com o desenvolvimento regional e a formação de recursos humanos em pesquisa para valorizar os recursos naturais locais, usando-os de forma sustentável na construção de produtos e processos inovadores”, conta o professor Carréra.

Cada Programa de Pós-Graduação apresentou, na última avaliação trienal (2007-2009), conceito 3 pela Capes, o que os impossibilitava de ter implantado cursos de doutorado. Com isso, surgiu a ideia de unir as instituições para ofertar um Programa de  Doutorado. Com a criação da rede, o Programa de Doutorado em Inovação Farmacêutica foi aprovado pela Capes, com conceito 4. Já foram atribuídos critérios para o triênio (2013-2015) alinhados para o conceito 5.

“Observando o conjunto dos docentes dos Programas, a similaridade entre as linhas de pesquisa e o quantitativo de produções nos últimos anos, aventou-se a possibilidade de uma maior interação e integração entre as IES parceiras, a ser promovida pela criação de um novo programa em rede no nível de doutorado”, afirma o professor Otávio Carréra.

O Doutorado – O PPGIF possui uma área de concentração em Fármacos e Medicamentos, com as seguintes linhas de pesquisa: Planejamento, pesquisa, síntese e avaliação biológica de produtos naturais e moléculas bioativas e Desenvolvimento farmacotécnico, analítico e avaliação biofarmacêutica de fármacos e medicamentos. 

Serão ofertadas 29 vagas, das quais oito são voltadas para a UFPA; 11 para a UFG; cinco para a UFAM e cinco para a UNIFAP. No Pará, a média será de um aluno por docente, pois oito professores do quadro permanente fazem parte do Programa, além de dois professores colaboradores. De acordo com o professor Carréra, o diferencial deste doutorado é que ele permite a mobilidade discente. “Os alunos poderão complementar, caso necessário, partes de seus experimentos em qualquer uma das instituições associadas”. As seleções para o doutorado ainda não possuem data certa, mas estão previstas para serem feitas até final de 2012.

Fonte: Assessoria de Comunicação da UFPA

Nenhum comentário

Deixe um comentário