CRF-PA | Pfizer e Johnson suspendem estudos clínicos em fase final sobre Alzheimer
Acesse os serviços online em qulaquer lugar
Conselho regional de farmácia do Estado do Pará
7362
post-template-default,single,single-post,postid-7362,single-format-standard,qode-quick-links-1.0,ajax_fade,page_not_loaded,,qode_grid_1300,footer_responsive_adv,hide_top_bar_on_mobile_header,qode-child-theme-ver-1.0.0,qode-theme-ver-11.2,qode-theme-bridge,bridge-child,wpb-js-composer js-comp-ver-6.10.0,vc_responsive
 

Pfizer e Johnson suspendem estudos clínicos em fase final sobre Alzheimer

Pfizer e Johnson suspendem estudos clínicos em fase final sobre Alzheimer

Laboratórios americanos dizem que não obtiveram ’evoluções esperadas’. É 2ª vez em um mês que farmacêuticas anunciam fracasso em pesquisas.

Os laboratórios farmacêuticos americanos Pfizer e Johnson & Johnson anunciaram na segunda-feira (6) a suspensão de seus estudos clínicos em fase 3 (final) de um novo tratamento para combater o Alzheimer.

A Pfizer e a Janssen Alzheimer Immunotherapy, filial da Johnson & Johnson, indicaram que seus estudos da molécula “bapineuzimab” em pacientes que sofrem de uma forma leve ou moderada da doença não apresentaram as evoluções esperadas nas capacidades cognitivas ou funcionais das pessoas.

 

É a segunda vez em menos de um mês que os dois laboratórios anunciam um fracasso nas pesquisas dessa molécula.

 

No dia 23 de julho, os cientistas indicaram que os objetivos não tinham sido alcançados durante um estudo clínico de fase 3 em pacientes portadores do gene ApoE4 (que aumenta as chances de Alzheimer), mas que continuariam os estudos.

 

Desta vez, porém, as farmacêuticas anunciaram a total “suspensão do estudo clínico em fase 3 do bapineuzimab intravenoso para (a forma) leve a moderada do Alzheimer”.

A Johnson & Johnson indicou que o fracasso terá um impacto de R$ 600 a R$ 800 milhões em seus resultados finaceiros do terceiro trimestre.

 

Fonte: G1

Nenhum comentário

Deixe um comentário