CRF-PA | Parceria contribui para descoberta de medicamentos contra malária cerebral
Acesse os serviços online em qulaquer lugar
Conselho regional de farmácia do Estado do Pará
6645
post-template-default,single,single-post,postid-6645,single-format-standard,qode-quick-links-1.0,ajax_fade,page_not_loaded,,qode_grid_1300,footer_responsive_adv,hide_top_bar_on_mobile_header,qode-child-theme-ver-1.0.0,qode-theme-ver-11.2,qode-theme-bridge,bridge-child,wpb-js-composer js-comp-ver-6.10.0,vc_responsive
 

Parceria contribui para descoberta de medicamentos contra malária cerebral

Parceria contribui para descoberta de medicamentos contra malária cerebral

A Fiocruz desenvolve um projeto que busca identificar os mecanismos de dano vascular no cérebro infectado por malária cerebral. Para falar sobre a iniciativa, o pesquisador do Instituto Oswaldo Cruz (IOC) Leonardo Carvalho, que está à frente do trabalho, concedeu entrevista ao Crisinforma – boletim do Centro de Relações Internacionais em Saúde da Fiocruz.

 

A iniciativa pode salvar milhares de vidas, já que, segundo o pesquisador, a enfermidade mata mais de um milhão de pessoas no mundo anualmente. Na entrevista, Leonardo ainda mostra de que forma o projeto, denominado Reposição de Óxido Nítrico e Detoxificação de Heme como Terapias Adjuvantes para Malária Cerebral, tem sido conduzido.

A Fiocruz desenvolve uma série de ações de cooperação com institutos de pesquisa americanos. E esta é uma delas, feita entre IOC/Fiocruz, o Centro de Pesquisas em Malária (Center for Malaria Research, em inglês) do Instituto de Bioengenharia La Jolla (La Jolla Bioengineering Institute, LJBI) e a Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ). O estudo é financiado pelo Instituto Nacional de Alergia e Doenças Infecciosas (National Institute of Allergy and Infectious Diseases, Niaid) dos Institutos Nacionais de Saúde (National Institutes of Health, NIH).

 

Fonte: Fundação Oswaldo Cruz

 

 

 

Nenhum comentário

Deixe um comentário