CRF-PA realiza articulação contra projeto de lei que prejudica farmacêuticos em Santarém — CRF-PA
Acesse os serviços online em qulaquer lugar
Conselho regional de farmácia do Estado do Pará
14208
post-template-default,single,single-post,postid-14208,single-format-standard,qode-quick-links-1.0,ajax_fade,page_not_loaded,,qode-title-hidden,qode_grid_1300,footer_responsive_adv,hide_top_bar_on_mobile_header,qode-theme-ver-11.2,qode-theme-bridge,wpb-js-composer js-comp-ver-5.2.1,vc_responsive

CRF-PA realiza articulação contra projeto de lei que prejudica farmacêuticos em Santarém

Desde a última segunda-feira, 17.02, o Conselho Regional de Farmácia do Pará (CRF-PA) está presente em Santarém representado pelo diretor tesoureiro Dr. Deick Quaresma para realizar atividades de mobilização em prol da profissão e da sociedade para alteração de um Projeto de Lei que propõe inserir apenas 08 vagas para farmacêuticos no Plano de cargos, carreiras e vencimentos da administração pública.

A programação iniciou ainda na segunda-feira com uma reunião do Grupo de Trabalho (GT) Oeste para traçar estratégias e realizar um levantamento do número real de farmacêuticos necessários, junto com o relatório da fiscalização do CRF/PA – contabilizando o aumento de 115 vagas para cumprimento da previsão legal.

Na segunda-feira também foi realizada uma reunião com os demais representantes de trabalhadores envolvidos para, além da questão quantitativa das vagas, deliberar acerca das necessidades de alteração no projeto apresentado pelo prefeito no que tange a regulamentação das gratificações, que serão cortadas de todos os servidores.

Já na terça-feira pela manhã o CRF-PA reuniu-se com o com o presidente da Câmara dos Vereadores de Santarém, Emir Aguiar e, pela tarde, com o vereador Alaércio, relator do processo na Comissão de Constituição e Justiça, para apresentar posicionamento em prol do aumento no número de vagas.

O diretor do CRF/PA aproveitou a viagem para participar de uma reunião na Universidade do Estado Pará (UEPA) onde estavam presentes representantes da Secretaria de Saúde Municipal, Universidade Federal do Oeste do Pará (UFOPA), Instituto Esperança de Ensino Superior (IESPES) e da UEPA, para debater acerca do problema das prescrições ilegíveis e ver estratégias para resolução/coibir a prática, inclusive pude falar um pouco sobre o Sistema Brasileiro de Farmácias (SIBRAFAR).

A articulação em Santarém seguirá até a sexta-feira, mas o trabalho do CRF-PA em prol dos farmacêuticos não para! Continuaremos acompanhando, cobrando alterações e debatendo o andamento do projeto de lei. Não deixe de se posicionar a favor da profissão farmacêutica e acompanhar em nossas redes sociais, contamos com você!

Nenhum comentário

Deixe um comentário