CRF-PA | Amostras de varíola para destruição estão intactas
Acesse os serviços online em qulaquer lugar
Conselho regional de farmácia do Estado do Pará
4973
post-template-default,single,single-post,postid-4973,single-format-standard,qode-quick-links-1.0,ajax_fade,page_not_loaded,,qode_grid_1300,footer_responsive_adv,hide_top_bar_on_mobile_header,qode-child-theme-ver-1.0.0,qode-theme-ver-11.2,qode-theme-bridge,bridge-child,wpb-js-composer js-comp-ver-6.10.0,vc_responsive
 

Amostras de varíola para destruição estão intactas

Amostras de varíola para destruição estão intactas

Funcionários da Organização Mundial de Saúde devem testemunhar a incineração, mas eles estão um pouco ocupados agora com o ebola

Atlanta – Depois que pesquisadores do governo dos Estados Unidos descobriram seis frascos esquecidos de varíola em um freezer em junho do ano passado, o plano era destruir os frascos. Isso ainda é o plano, mas a data de demolição foi adiado, como relata a Nature News.

A destruição deve ser bastante fácil, disse consultor de biossegurança Erik Heegaard ao “Popular Science” em julho. A varíola pode ser destruída por autoclavagem, em seguida, incinerando. No entanto, funcionários da Organização Mundial de Saúde devem testemunhar a destruição dos frascos esquecidos, mas está um pouco ocupada com ebola. Nature News relata:

“O CDC prometeu destruir as amostras de NIH imediatamente, com os funcionários presentes. Mas isso foi mais difícil do que o previsto. . . . nenhum funcionário da OMS é certificado para entrar no labotarório de alta securança de varíola do CDC. Isto significa que um oficial deve voar para Atlanta para testemunhar a destruição do vírus em circuito fechado de televisão. Organizar a viagem foi dificultada pela crise Ebola, diz Alejandro Costa, chefe da equipe da OMS, em Genebra, na Suíça, que monitora questões de varíola.”

Enquanto isso, os frascos estão sendo mantidos em um estabelecimento do CDC em Atlanta, Georgia, que é um dos dois lugares do mundo autorizado a armazenar a varíola, segundo o acordo internacional.

Fonte: ORM News

Nenhum comentário

Deixe um comentário