Pesquisador da UFOP é indicado a moção de aplauso por pesquisa sobre vacina contra Leishmaniose — CRF-PA
Acesse os serviços online em qulaquer lugar
Conselho regional de farmácia do Estado do Pará
10623
post-template-default,single,single-post,postid-10623,single-format-standard,qode-quick-links-1.0,ajax_fade,page_not_loaded,,qode-title-hidden,qode_grid_1300,footer_responsive_adv,hide_top_bar_on_mobile_header,qode-theme-ver-11.2,qode-theme-bridge,wpb-js-composer js-comp-ver-5.2.1,vc_responsive

Pesquisador da UFOP é indicado a moção de aplauso por pesquisa sobre vacina contra Leishmaniose

O professor e coordenador do Programa de Pós-Graduação em Ciências Biológicas (PPGCBiol) da Universidade Federal de Ouro Preto (UFOP), Alexandre Barbosa Reis, foi indicado a receber uma moção de aplauso na Câmara dos Deputados por desenvolver uma vacina, a LBSap, para tratamento da Leishmaniose (doença parasitária).

O estudo, de 2013, foi realizado junto ao Grupo de Pesquisa em Imunopatologia das Leishmanioses do Núcleo de Pesquisas em Ciências Biológicas (Nupeb) da UFOP, que patenteou a pesquisa. De acordo com Alexandre, a vacina LBSap, que utiliza a Leishmania (Viannia) Brazilienss como adjuvante, foi criada para ser utilizada em cães e possui um grande potencial terapêutico e imunogênico.

Atualmente, após a transferência da biotecnologia para a empresa brasileira Ouro Fino Saúde Animal, o produto encontra-se em fase de testes para a exploração, produção em larga escala e comercialização. Segundo o pesquisador, essa parceria é uma grande conquista para o grupo nesses 17 anos de trabalhos desenvolvidos na UFOP: “Acreditamos que nos próximos anos a vacina possa ser empregada no controle da Leishmaniose canina, protegendo em massa os animais e a população humana”.

Além desse estudo, o professor se dedica a outras pesquisas desenvolvidas na UFOP sobre a doença, como “Efetividade da Coleira Impregnada com o Repelente Deltametrina”, “Soluções Inovadoras Aplicadas a Ensaios Vacinais, Tratamento e Diagnóstico em Leishmaniose Visceral Canina” e “Desenvolvimento de Estratégias Terapêuticas Utilizando Imunofármacos Aplicados a Ensaios Pré-Clínicos na Leishmaniose Visceral”.

 

FONTE: Elis Cristina – Universidade Federal de Ouro Preto

Nenhum comentário

Deixe um comentário